oliveira

Enquanto preparo um post detalhado sobre como conservar azeitonas, deixo-vos com a última parte da reportagem sobre a apanha da azeitona do ano passado. Para quem não viu o primeiro post dedicado a este tema sugiro que leiam Apanha da azeitona no Alentejo. E como não vos queria deixar apenas com fotografias, que tal uma tarte de cebola e azeitona com massa de azeite para acompanhar?

alentejo

azeitonas

oliveira

alentejo

azeitonas

alentejo

azeitonas

apanha da azeitona

apanha da azeitona no alentejo

apanha da azeitona no alentejo

época da azeitona

época da azeitona

azeitona no lagar

azeitona portuguesa

Tarte de cebola e azeitona com massa de azeite

Fugindo à tradicional massa quebrada, aqui substitui-se a manteiga pelo azeite. O resultado é uma base mais crocante criando uma relação harmoniosa com o resto dos ingredientes.

tarte de cebola e azeitona com massa de azeite

Ingredientes

Para uma tarteira de 28 – 30cm

Massa de azeite virgem extra

  • 250g de farinha de trigo
  • 1 colher de chá de sal integral
  • 60ml (45g) de azeite virgem extra
  • 120ml de água
  • 1/2 colher de sopa de alecrim fresco picado

Recheio

  • 2 cebolas médias, finamente fatiadas
  • 2 colheres de chá de sementes de coentro
  • 1 colher de sopa de vinagre balsâmico
  • Azeite virgem extra
  • 175g de azeitonas com caroço, ou 100g de azeitonas sem caroço
  • 1/2 colher de sopa de alecrim fresco picado, mais um pouco para servir
  • Requeijão de Seia, a gosto
  • Sal e pimenta, a gosto

Vamos a isso

Massa de azeite virgem extra

Misture todos os ingredientes da massa numa tigela grande até começar a formar a massa. Amasse até parar de colar às laterais da tigela. Envolva a massa em película aderente e reserve no frigorífico durante meia hora, no mínimo.

Recheio

Aquecer o forno a 200º.

Numa frigideira aqueça ligeiramente as sementes de coentro, sem as deixar queimar. Retire-as do lume, espere que arrefeçam e esmague-as no almofariz.

Na mesma frigideira aqueça um fio de azeite, acrescente as sementes de coentro esmagadas e deixe cozinhar alguns segundos em lume brando.

Adicione a cebola,  tempere com sal e pimenta. Deixar cozinhar lentamente até que a cebola fique translúcida e suave.

Aumente o lume e, quando começar a ficar mais quente, refresque com o vinagre balsâmico, deixe evaporar alguns segundos e reserve.

Estenda a massa num tabuleiro ou tarteira e recheie com a cebola, as azeitonas sem caroço e o alecrim.

Cozinhe no forno durante 20 a 30 minutos ou até a massa ficar dourada.

Sirva a tarte com requeijão, mais um pouco de alecrim picado e um fio de azeite.

tarte de cebola e azeitona

12 Comments

  1. Maria João Clavel 12/01/2014 at 18:56 ·

    Uau! Eu sei que até parece repetição o que digo aqui, mas é que gosto sempre das tuas sugestões.
    E hoje que estou assim na ronha, sem me apetecer fazer o jantar e que, inclusive, acabei de pedir ao marido para encomendar umas pizzas, vejo este teu post. Tudo com ingredientes que tenho aqui em casa, à mão. E assim, como quem diz: vês? Faz lá esta tarte que ficarás bem melhor servida… ainda por cima uma sugestão de alguém que combina tão bem os sabores como tu! Ai Filipe… só me dás trabalho!

  2. Filipe 12/01/2014 at 19:12 ·

    Então foi o timing perfeito! 🙂 Espero que corra bem!

  3. Ondina Maria 13/01/2014 at 0:21 ·

    Se eu tivesse visto esta receita à mais tempo, não passava de hoje! Mas tenho sempre o próximo fim de semana 😀

    Adorei a foto da mão cheia de azeitona, dá mesmo vontade de roubar uma!

    Não tens que agradecer Filipe, é um prazer vir aqui e ficar sempre maravilhada com as tuas partilhas. Eu é que agradeço 🙂

  4. Marmita 13/01/2014 at 17:39 ·

    Que bonitas imagens mais uma vez, adorei! A tarte também parece fantástica, uma boa semana para ti!

  5. Ginja 13/01/2014 at 19:36 ·

    Filipe, eu perco-me nas tuas imagens!
    Adoro quando nos trazes o Alentejo, adoro a região e tenho sempre saudades de lá voltar.
    A tarte perfeita para as azeitonas e o azeite, deve estar deliciosa.
    É sempre um prazer passar por cá.
    Um beijinho.

  6. Miss Vite 15/01/2014 at 13:07 ·

    uuuhmmm… se continuas a tirar fotos assim uma pessoa começa a ficar repetitiva!! 😉 perfection once again!

  7. Filipe 17/01/2014 at 20:45 ·

    Obrigado Joana! Tamanho elogio vindo de ti, até fico sem palavras! Um beijinho

  8. Filipe 17/01/2014 at 20:48 ·

    Que bom Inês! É bom receber a tua visita! 🙂

  9. Filipe 17/01/2014 at 20:49 ·

    Obrigado Sandra! A tarte é muito boa e super simples de fazer!

  10. Filipe 17/01/2014 at 20:50 ·

    Ainda bem que gostaste Ana! beijinho

  11. Filipe 17/01/2014 at 20:52 ·

    Ainda vais a tempo Ondina, o fim de semana está à porta! 🙂

Responder a Filipe Cancel reply

Back to top