caril de vitela e tamarindo com dhal de manga

Não sei se vocês costumam planear as refeições ao longo da semana mas vou contar-vos como é cá em casa: desplaneamento total! Acho que esta palavra nem existe mas a verdade é que define na perfeição o que habitualmente se passa. Não sou de fazer grandes planos, acho que já perceberam isso. Aborrece-me!

Ora, esta minha opção leva a que, por vezes, me confronte com alguns problemas e bloqueios, como devem imaginar. Especialmente quando abro o frigorífico e percebo a dificuldade em preparar uma refeição com apenas um ovo, um resto de salsa e meio pacote de manteiga. Ou dois tomates, um iogurte e queijo da ilha. Devem pensar que estou a exagerar, mas sim, às vezes acontece!

Por outro lado, e esta é a parte mais interessante de não planear, por vezes surgem verdadeiras pérolas que atenuam os sentimentos de culpa por não ter planeado melhor o jantar. Como este dhal de manga.

Começou por ser um caril de manga que seria acompanhado por arroz basmati. Percebi a meio do processo que já não havia arroz em casa. O que se faz? Muito bem, troca-se o arroz por lentilhas e transforma-se num cremoso dhal! Um feliz acaso, um update glorioso!

caril de vitela e tamarindo com dhal de manga

Caril de vitela e tamarindo com dhal de manga

Cozinhe a carne no dia anterior, estará muito mais saborosa. Junte a esta festa uma porção generosa de arroz basmati.

Serve 5

Caril de vitela e tamarindo

  • 2 vagens de cardomomo
  • 2 colheres de chá de cominho em pó
  • 2 colheres de chá de sementes de coentro
  • 1 colher de chá de curcuma (açafrão) em pó
  • 1 colher de chá de mistura de caril
  • 1 pitada de sal
  • Azeite
  • 4cm de gengibre fresco, sem casca, finamente picado
  • 2 cebolas, picadas
  • 2 dentes de alho, picados
  • 2 tomates médios, cortados em cubinhos
  • 2 chillis, sem sementes, picados
  • 4 colheres de sopa de água
  • 150ml de pasta de tamarindo (ou sumo de lima)
  • 3 colheres de sopa de açúcar branco
  • 1 pau de canela
  • 1kg de vitela para estufar, cortada em cubos
  • Coentro fresco, picado

Dhal de manga

  • 2 colheres de chá de óleo de côco
  • 1 cebola roxa, finamente picada
  • 1 dente de alho, picado
  • 1/2 colher de chá de cominho em pó
  • 1 mão cheia de folhas de caril desidratadas
  • 1/2 colher de chá de curcuma em pó (açafrão)
  • 1 colher de chá de sementes de mostarda preta
  • 1/2 chilli, sem sementes, picado
  • 200g de lentilhas vermelhas partidas
  • 400ml de leite de côco
  • 200ml de água
  • 1 pau de canela
  • 1 manga, descascada
  • 1 colher de chá de açúcar branco
  • Sal integral, a gosto
  • Coentro fresco, picado, a gosto

Procedimento

Caril de vitela e tamarindo

1. Esmague as vagens de cardomomo e extraia as suas sementes. 2. Num almofariz junte cardomomo, cominho, sementes de coentro, curcuma, caril e uma pitada de sal. Esmague tudo até obter uma mistura grosseira em pó. 3. Cubra o fundo de uma panela com azeite e frite suavemente o gengibre juntamente com as especiarias, até começar a sentir o seu aroma no ar. 4. Junte a cebola e o alho, feche com a tampa e deixe fritar lentamente, até a cebola amolecer. 5. Adicione o tomate, o chilli e um pouco de água (4 colheres de sopa). Deixe ferver lentamente até o tomate ficar cremoso. 6. Acrescente a pasta de tamarindo, o açúcar e tempere com sal. Prove para equilibrar os sabores, se achar muito ácido junte mais um pouco de açúcar.(Não exagere, o dhal será um pouco doce, é importante que a carne mantenha alguma acidez para que se complementem). 7. Acrescente a carne, o pau de canela e tape novamente. Cozinhar em lume brando cerca de 15 minutos. 8. Durante esse tempo a carne soltou muita água. Retire agora a tampa e deixe cozinhar destapado o resto do tempo para que a água evapore, fervendo sempre em lume brando. Cerca de 45 minutos ou até a carne ficar macia. No final ficará um molho cremoso. 9. Sirva polvilhado com coentro fresco picado e acompanhe com o dhal e arroz basmati.

Dhal de manga

1. Aqueça o óleo de côco num tacho. 2. Acrescente a cebola, o alho, o cominho, as folhas de caril, a curcuma, as sementes de mostarda e o chilli. Refogar lentamente até a cebola amolecer. 3. Adicione ao refogado as lentilhas, o leite de côco, a água e o pau de canela. Tape e deixe cozinhar em lume brando cerca de 15 minutos. 4. A meio da cozedura, adicione a manga fatiada incluindo o seu caroço e o açúcar. 5. Quando as lentilhas estiverem cozidas, retire o caroço da manga, tempere a gosto com sal e sirva com a carne.

 

 

10 Comments

  1. Rosa 03/09/2014 at 16:12 · Reply

    Lembro-me de teres falado sobre esta receita, e como já vou conhecendo o teu trabalho, imaginei-a com estas cores (aproximadamente) :)
    Nunca fiz dhal, tenho de experimentar brevemente :)
    Beijinhos *

    • Filipe 15/09/2014 at 11:55 · Reply

      Pois foi, foste das primeiras pessoas com quem partilhei o meu entusiasmo com este prato! Tens que experimentar rosa, é perfeito para comer assim mesmo ou a acompanhar um caril!

  2. Maria João Clavel 03/09/2014 at 21:54 · Reply

    Sou igual a ti. Nunca planeio nada… e é nestes acasos que nascem as melhores receitas, sem dúvida. Agora imagino alguém “normal” a ler esta tua receita e a pensar: “ele diz que não tem nada no frigorífico e esta receita tem dezenas de ingredientes?” LOOL Nós foodbloggers somos, no mínimo, estranhos. ihihihih

    • Filipe 15/09/2014 at 11:56 · Reply

      Estranhos mesmo! posso não ter nada fresco no frigorifico, mas especiarias é daquelas coisas que nunca faltam cá em casa! Aposto que é assim em muitas casa de foodbloggers! ;)

  3. Pingback: it Receitas | Caril de vitela e tamarindo com dhal de manga - it Receitas
  4. ines oliveira 06/09/2014 at 8:40 · Reply

    Haha eu sou igualzinha, não gosto nada de planear a ‘rotina diária’… se for para um jantar ou uma festa ando tempos a inventar receitas, mas de uma maneira ou outra acabo sempre por fugir aos planos! Já tenho de planear demasiado o trabalho, para quê também aquilo que vou comer? ;) E para mais, é bom os desafios que vão surgindo quando não temos um plano!
    Também fiquei como a Maria João, qualquer pessoa “normal” podia vir apontar: “não tem nada no frigorífico e a receita tem imensos ingredientes!?” De facto há muitos ingredientes que temos sempre (então na cozinha de um foodblogger!) mas que por si só não “fazem uma refeição”… Mas tem piada que a observação fez-me lembrar um pouco o ‘tanta roupa e nada para vestir’ ;)
    O aspecto deste prato é excelente, fiquei com imensa vontade de ter vitela para o almoço! Mas no meu frigorífico é que não há nada de jeito haha
    Beijinhos e bom fim-de-semana

    • Filipe 15/09/2014 at 12:00 · Reply

      Olá Ines! Para mim as especiarias têm sempre que existir cá em casa, são um pilar na minha forma de cozinhar. É excelente para quem gosta de improvisar na cozinha, às vezes safam qualquer coisa! ;)

  5. Lia 08/09/2014 at 20:39 · Reply

    EU também não planeio refeições. Só férias, lol!!
    A sério. Comigo é, vejo uma receita que me agrade (como ando sempre com livros atrás de mim), vou ao supermercado, compro os ingredientes e temos jantar.
    AMEI esta tua receita. É brutal mesmo. Tanto a nível de ingredientes, como de combinação e é mais uma das tuas receitas que vai para a minha lista.
    Beijinhos grandes,
    Lia.

    • Filipe 15/09/2014 at 12:01 · Reply

      Ahahah férias tb gosto de planear!! :) Obrigado, espero que gostes Lia!

  6. Ondina Maria 22/09/2014 at 16:32 · Reply

    Pois bem, por cá tenho fases: há semanas em que está tudo bem planeadinho até ao milimetro e há fases em que me estou a borrifar para o planeamento. Depois arrependo-me amargamente, é um facto, mas pronto, eu sou mesmo assim… Mas tenho que tentar planear a semana, pois sinto-me mais descansada. Nem que mude de planos a meio, mas pelo menos sei de que lado está o vento :)
    Acho que me vou apaixonar por este dhal de manga. E acho que o vou querer fazer hoje à noite, para acompanhar com arroz “asmático” :p

Leave a Reply

Back to top