Favas com molho de abacate e anchova em crostinis / Fava beans with avocado and anchovies sauce crostinis

Como poderei descrever a minha relação com as favas? Bem, começou por existir pouca empatia, depois foi evoluindo favoravelmente e percebi que existe muito para além das favas guisadas com chouriço! Não desfazendo o chouriço que durante muito tempo foi o responsável por me fazer suportar tal prato.

Digamos que redescobri as favas e posso dizer que a nossa amizade caminha a passos largos para uma relação estável e duradoura, que a pouco e pouco vai atenuando a memória de um cheiro acre que impestava a cozinha quando eram cozinhadas.

E o sabor não era diferente. O que me obrigava a andar à “pesca” das tais rodelas de chouriço que frequentemente as acompanhavam. Pequenas rodelinhas que salvavam toda a situação!

favas / fava beans

Decidi dar-lhes uma segunda oportunidade e comecei a cozinhar favas esta primavera pela primeira vez. Neste sentido, sinto que o blog está a cumprir um dos seus objectivos, descobrir novos ingredientes ou olhar para aqueles que já conheço com uma nova perspectiva é tão estimulante como a partilha de receitas!

favas / fava beans

São raros os alimentos que eu possa dizer que não gosto, muito raros. E mesmo quando isso acontece prefiro sempre pensar “ah se calhar não é a forma mais correcta de o cozinhar” tentando sempre dar o benefício da dúvida. Excepto com Aletria, não há nada a fazer, só de olhar fico enjoado!

Foi precisamente isso que aconteceu com as favas, decidi procurar novas formas de as cozinhar. Não sei como habitualmente comem favas, mas para mim foi crucial descobrir que, depois de retirada da vagem, a fava tem ainda uma casca que deve ser retirada. Sinceramente desconhecia.

fava / fava bean

E isso muda tudo porque essa casca é responsável por aquele sabor um pouco acre que nunca me convenceu, isso e aquela textura meio plastificada, especialmente quando são grandes.

Tenho visto muitas receitas onde não retiram essa casca, e a maior parte das pessoas que conheço comem-nas com a casca. Eu pessoalmente não aprecio tanto.

Com esta descoberta encontrei na fava toda uma nova dimensão de sabor com sinónimo de primavera, tal como a ervilha fresca.

Da próxima vez que me mandarem à fava, irei com muito gosto!

Ingredientes

3 a 4 pessoas

  • 500g de favas sem vagem
  • 1 abacate médio, ou meio abacate se for grande
  • 3 a 4 anchovas (dependendo do gosto)
  • Sumo de lima a gosto
  • Azeite qb
  • Pimenta preta moída qb
  • Pão para fatiar (gosto de usar pão de Mafra)
  • Parmesão ou pecorino

Vamos a isso

Retirar as favas da vagem e cozer em água a ferver, as maiores durante dois minutos, as mais pequenas um minuto.

Passar as favas por água fria e de seguida retirar a casca a cada uma delas (dá um pouco de trabalho mas valerá a pena).

Num almofariz esmague as anchovas juntamente com um pouco de azeite. Esteja à vontade para adaptar a quantidade de anchovas, eu gosto do sabor salgado que conferem.

abacate e anchovas / avocado and anchoviesmolho de abacate e anchovas / avocado and anchovies sauce

Adicione o abacate e continue a formar uma pasta cremosa, ajustando a consistência com mais ou menos azeite.

Temperar com um pouco de pimenta preta e sumo de lima a gosto para equilibrar os sabores. Envolva cuidadosamente as favas nesta mistura.

Grelhe ou torre as fatias de pão e sirva cada fatia com as favas e lascas de parmesão.

crostinis de favas e abacate / fava beans and avocado crostiniscrostinis de favas / fava beans crostinis

10 Comments

  1. Maria João Clavel 30/05/2013 at 21:00 · Reply

    Meu deus… isto é uma tentação! :) uau

    • Filipe 31/05/2013 at 9:32 · Reply

      Uma tentação bem saudável! :)

  2. Mena Lopes 30/05/2013 at 21:16 · Reply

    As fotos do cheirinho das férias deixaram-te inspiradissimo!
    Adorei esta ideia das anchovas com as favas! Um tapenade sem azeitonas!!
    Uma sugestão bem diferente!
    Beijinhos

    • Filipe 31/05/2013 at 9:35 · Reply

      Pensar nas férias deixa-me inspirado! :) Tapenade também é delicioso!

  3. Ondina Maria 30/05/2013 at 21:52 · Reply

    Gosto muito de favas, e estes crostini estão com um ar tentador e saudável. Uma boa receita de favas é uma das massas que temos lá no blog, com ricotta e limão: delicioso, muito fresco e bem simples de preparar :)

    • Filipe 18/06/2013 at 10:52 · Reply

      Fui espreitar a receita! Ricotta, brie, limão e favas parece-me uma excelente combinação!! ;)

  4. Ginja 31/05/2013 at 18:41 · Reply

    As favas inspiraram-te e bem!
    Que fotos lindas e deliciosas, comem-se com os olhos.
    Eu nem sempre gostei de favas, lá me safava com o chouriço e os ovos, mas desde que dei outra oportunidade e novas maneiras de as cozinhar, adoro favas!
    Maravilhosas crostinis e esse molho de abacate e lima, perfeito.
    Um beijinho.

    • Filipe 04/06/2013 at 10:43 · Reply

      Olá Ginja! Estou contigo em relação aos ovos e chouriço! Felizmente hoje consigo apreciar de forma diferente, são mesmo saborosas! Tenho visto quem as coma cruas, mas isso seria dar um passo maior que a perna, vamos com calma! :)

  5. Joana 05/06/2013 at 12:21 · Reply

    Aquela membrana depois da vagem é terrível, eu também não gosto, entretenho-me a tirá-la enquanto a minha mãe olha para mim e se interroga como é que há paciência… Mas a verdade é que quando comemos só a parte de dentro o sabor não tem nada a ver! Casa lindamente com peixe, citrinos e carnes brancas já que na boca fica mais leve e suave!
    Experimenta as mais pequeninas cruas, por que não? Eu gosto :)

    • Filipe 05/06/2013 at 23:44 · Reply

      Acho que a minha mãe pensaria o mesmo! :) Sim estou tentado a experimentar cruas! Na Toscana é costume comerem-nas cruas esmagadas com pecorino, azeite e sumo de limão. Já tenho ali umas de reserva!

Leave a Reply

Back to top