Gnocchi de ricotta e limão com ervilhas frescas

Read in english

Encontrar ervilhas frescas à venda no mercado é para mim a confirmação do início de mais uma temporada primaveril! Não há equinócios nem transições meteorológicas que o consigam definir tão bem! Dificilmente consigo esconder o meu sorriso de contentamento assim que as vejo! E, ao mesmo tempo que a senhora pesa as ervilhas frescas, a minha cabeça enche-se rapidamente de ideias para as usar. Uma coisa é certa, algumas vão assim mesmo, cruas!

É por isso que gosto de fazer compras nos mercados, são uma excelente forma de perceber quais as frutas e legumes que estão na época, para além de que não preciso pesar absolutamente nada!

Partilhem comigo, em que mercados costumam fazer as vossas compras? Quando estou em Lisboa, raramente tenho tempo de ir ao mercado, de vez em quando passo pelo mercado biológico em Cascais ou no Príncipe Real. Aquele onde vou com mais frequência é o das Caldas da Rainha que, para além de histórico, é um dos melhores que conheço. Sempre muito bem recheado com a produção da zona Oeste.

Já aqui tinha apresentado uma receita de gnocchi de batata doce com filete de cavala. Esta versão é muito mais simples e fresca. Enquanto a Primavera anda meio esquizofrénica, posso pelo menos sentir a presença dela no meu prato!

Ervilhas frescas

Gnocchi de ricotta e limão com ervilhas frescas

(Adaptado de Sweet Paul Magazine #16)

Serve 4

  • 500g de ricotta
  • 130g de farinha
  • Raspa de um limão
  • 25g de parmesão ralado + algum para servir
  • 1 ovo, batido
  • 4 colheres de sopa de azeite + algum para servir
  • Sal integral e pimenta preta, a gosto
  • 200g de ervilhas frescas, sem vagem

Numa taça junte ricotta, farinha, raspa de limão, parmesão, ovo e azeite. Envolva tudo muito bem. Tempere com uma pitada de sal e pimenta.

Coloque a massa numa superfície enfarinhada e divida-a em quatro porções iguais.

Trabalhando com uma porção de cada vez, forme a massa em formato de salsicha comprida e corte pedaços de 1,5 cm usando uma faca. Para criar textura, pressione gentilmente os gnocchi contra os dentes de um garfo. Repita o processo com as restantes porções de massa.

Coza os gnocchi em água a ferver temperada com sal. Quando vierem à superfície significa que estão cozidos, transfira-os para um prato até estarem todos prontos.

Aqueça um fio de azeite numa frigideira. Saltear as ervilhas (1 a 2 min). Acrescente os gnocchi às ervilhas e frite mais 1 ou 2 minutos.

Sirva com parmesão ralado a gosto e um fio de azeite.

27 Comments

  1. Su 01/04/2014 at 9:58 ·

    Que engraçado, eu também vou muitas vezes ao mercado das Caldas (já agora o melhor peixe é no Bombarral) e também ao do Príncipe Real, se bem que o primeiro é bem mais em conta.

    Já experimentei algumas vezes o gnocchi mas sinceramente acho bastante difícil de fazer, isto para acertar no sabor é claro. Os teus de ricotta contudo parecem-me merecer mais umas experiências 🙂

  2. Amélia 01/04/2014 at 11:29 ·

    Olá Filipe,

    Mais uma vez, fotografias supremas! Adorei a sugestão.

  3. Rosa Cardoso 01/04/2014 at 14:29 ·

    ahahaha ainda traumatizado com o stress de pesar as saquinhas dos legumes e afins 🙂
    Em Coimbra há o Mercadinho Biológio do Jardim Botânico, que é 2 em 1, fazes compras e dás um belo passeio pelo Jardim (cuidado para os esquilos não roubarem as compras) hihihi
    Beijinhos *

  4. petiscos e miminhos 01/04/2014 at 14:43 ·

    Aqui em Roma os mercados são um sonho!…grandes, bonitos e cheios de produtos frescos da época. Tenho tentado visitar todos (ainda são alguns).
    Também tenho andado a experimentar receitas com gnocchi e confesso que estou um bocadinho viciada nestes pequenos pedaços de paraíso.
    beijinhos

  5. Lígia 01/04/2014 at 16:42 ·

    Gosto muito de ir a mercados embora nem sempre tenha oportunidade. Vou ao mercado das Caldas ou ao mercado do Príncipe Real, quando posso e adoro. Em relação aos gnocchi, comprei feitos e não gostei. Talvez o segredo seja mesmo fazê-los. Gostei da ricotta na massa e acho que vou tentar novamente. Adorei as fotos. 🙂

  6. Gea 02/04/2014 at 7:50 ·

    Como já referiu a Rosa em Coimbra temos o mercadinho do botânico aos sábados e recentemente às 3ª feiras no mercado do Calhabé (se bem muito mais pequeno). Já frequento o primeiro há cinco anos e embora ainda seja pequeno em relação a outros mercados que existem nas grandes cidades, dá perfeitamente para aquilo que precisamos (às vezes mais, outras vezes menos). Mas comprar biológico (ou mesmo nos mercados tradicionais) é assim mesmo: é (re)aprender que na natureza as coisas têm a sua época, que não precisamos (nem devemos) consumir os mesmos alimentos o ano todo e que uns dias pode haver mais e outros pode haver menos… e isso só torna a cozinha (e a vida) mais interessante. Desculpe o testamento, mas este é um tema que me diz muito ;).

  7. Filipe 02/04/2014 at 9:21 ·

    Ainda nos cruzamos por lá um dia! 😉 Aquilo que eu acho mais complicado nos gnocchi é obter a textura certa, por vezes não corre bem. Mas esta receita é particularmente simples e rápida de se fazer, experimenta!

  8. Filipe 02/04/2014 at 9:22 ·

    Eu é que agradeço o teu comentário! beijinho

  9. Filipe 02/04/2014 at 9:23 ·

    Tão depressa não volto lá! 😉 Ainda há muito para ver em Comibra, na próxima vez temos de ir com mais tempo!

  10. Filipe 02/04/2014 at 9:25 ·

    Ana, os mercados em Itália são todos um sonho!! Quem me dera que em Portugal parecidos! Tb gosto muito, e gosto particularmente de os fazer, acho relaxante! beijinho

  11. Filipe 02/04/2014 at 9:27 ·

    Lígia, acho que deves experimentar fazer, não têm nada a ver com os de compra. Esta receita é particularmente simples para iniciares!

  12. Filipe 02/04/2014 at 9:32 ·

    Não podia estar mais de acordo Gea! A natureza dá-nos quase tudo o que necessitamos no tempo devido. Não faz sentido comer por exemplo tomates no inverno, até porque não sabem a nada!

  13. Margarida 02/04/2014 at 10:56 ·

    Olá Filipe, uma dúvida: não é preciso cozer as ervilhas antes de salteá-las?
    Obrigada.

  14. Filipe 02/04/2014 at 12:24 ·

    Olá Margarida! Não é preciso, como são frescas o calor da frigideira é o suficiente. As maiores vão ficar ligeiramente crocantes mas isso é bom! beijinho

  15. Patrícia Rosado 02/04/2014 at 14:45 ·

    Olá Filipe!

    Adorei esta sugestão! Tão bonita, simples e primaveril! Um deleite para os olhos e para o estômago, sem dúvida. E as fotos?! Lindas, como sempre!

    Também adoro explorar mercados. Aqui em Aveiro, os de peixe são sempre locais de passagem obrigatória, mas também gosto de ir ao encontro dos pequeninos mercados, de produtores locais, com quem criamos amizade e nos dão a provar os produtos da época mesmo antes de os nossos olhos os encontrarem por entre as bancas, ou nos guardam os que acabaram de chegar, como um miminho pela nossa lealdade.

    Um beijinho

  16. Lia 02/04/2014 at 14:50 ·

    Olá Filipe,
    Eu adoro mercados e é das coisas que sinto saudades de Portugal, é dos nossos mercados locais.
    Aqui tenho um que é mensal e outro que é fabuloso e é todos os Domingos, mas é em Edimburgo e não apetece estar todos os Domingos a ir para lá, especialmente se está frio e chuva…
    Adoro gnocchis e estes, de ricotta e com estas ervilhas frescas, estão mesmo convidativos e apetitosos!
    Beijinhos,
    Lia.

  17. Ginja 02/04/2014 at 18:48 ·

    Olá Filipe,
    que boa sugestão, adoro ervilhas, começam agora a chegar aos nossos pratos!
    É tão bom saber o que aí vem de bom, com a Primavera.
    Por cá, tenho um mercado muito bom na vila da minha avó, feira grande com frutas, legumes, um pouco de tudo, e conhecemos bem quem vende, o que é importante.
    Adorei os gnoochis.
    Um beijinho.

  18. Ondina Maria 03/04/2014 at 9:23 ·

    os teus gnocchi são como os meus, bem toscos (ou em português corrente, mal-feitinhos, lol). Apesar de darem algum trabalho, gosto de os fazer. Por vezes algumas das receitas não os fazem tão fofos, tem vezes que calham mais “batatentos”. Vou experimentar esta tua, com ricotta e sem batata tem tudo para ser um sucesso!

  19. Paula 07/04/2014 at 17:32 ·

    Eu também ando “em pulgas” à espera que o cabaz de legumes que trago semanalmente (vou buscar ao núcleo PROVE de Palmela) venha com ervilhas e favas 🙂

    As fotos ficaram lindas e apetece mesmo tirar uma garfada desse prato!

    Beijinhos
    Paula
    http://cookit-simple.blogspot.pt

  20. sara 08/04/2014 at 10:50 ·

    viva!
    por não ter as manhãs de sábado livres (tantas vezes quanto desejo) raramente posso ir ao mercado das Caldas que tanto adoro …pois nasci nesta cidade.
    Quanto ao peixe é mesmo na D.Alice na praça de Bombarral. Grelhado e escalado só com sal …hummmm que delícia.
    boas compras & boas receitas c/ fotos incríveis.
    até breve.

    http://homesalehome.blogspot.pt/

  21. vanessa 09/04/2014 at 14:54 ·

    Olá vim conhecer o teu cantinho do teu blogue a página do facebook conheci mesmo a pouco:)

    Fiquei maravilhada com esta receita adoro gnochi minha tia que é brasileira fazia muito mas leva batata esta versão mais saudável deixo-me maravilhada vou levar a receita e vou fazer brevemente depois digo te e coloco no blogue para veres:)

    Obrigada e um grande beijinho

    convido te a conehcer o meu blogue espero que gostes:) http://prazeressaudaveis.blog.pt

    Beijinhos (*=

  22. Filipe 10/04/2014 at 14:43 ·

    Obrigado Patrícia! É por causa dessa relação que se cria com os produtores locais que eu gosto de ir aos mercados. E mesmo que não sejam produtores, apenas intermediários, é muito mais humano! beijinho

  23. Filipe 10/04/2014 at 14:45 ·

    Sim nós temos bons mercados, mas as vezes gostava que existisse um pouco mais de diversidade de produtos como acontece lá fora. beijinho

  24. Filipe 10/04/2014 at 14:47 ·

    Olá Ginja, podes crer, a Primavera só traz coisas boas! Esse mercado parece excelente! beijinho

  25. Filipe 10/04/2014 at 14:49 ·

    Quanto mais toscos mais bonitos! 😉 Sim concordo contigo, algumas receitas a textura é pesada. Eu acho relaxante fazer gnoochi, isto se tiver de cozinhar só para dois ou três claro!

  26. Filipe 10/04/2014 at 14:50 ·

    Obrigado Paula! Esse cabaz deve vir recheado de coisas boas!

  27. Filipe 10/04/2014 at 14:52 ·

    Olá Sara! Já me falaram na praça do Bombarral, mas sinceramente não conheço. Quanto ao peixe essa também é a minha preferência!

Leave a Reply

Back to top