laranjas e oregãos

Nunca tive muita dificuldade em escoar o stock de citrinos cá de casa, uso-os regularmente, seja para cozinhar ou em sumos. Mas ultimamente tenho pensado em novos rumos para esta abundância sazonal. Já sabem que não tenho o hábito de fazer bolos, o que facilitava parte do problema, é verdade. Mas felizmente nem todo o citrino precisa de açúcar para triunfar!

Quase todos são usados para temperar um molho, levar ao limite a pujança de um caril, ou simplesmente comer assim, enquanto fruto. As laranjas, gosto delas em sumo, sem complicações e de preferência logo de manhã, enquanto o sol ilumina directamente a bancada da cozinha. Desta vez algumas delas foram parar a uma focaccia que, se me permitem, não combina nada mal com o mesmo momento da manhã.

oregãos

Focaccia de laranja

Focaccia de laranja

  • 350g de água morna
  • 5g de fermento fresco
  • 2 colheres de chá de sal integral
  • 500g de farinha de trigo
  • 10 rodelas de laranja, cortadas o mais fino possível
  • Azeite, a gosto
  • Flor de sal, a gosto
  • Oregãos, a gosto

Procedimento

1. Misture o fermento e o sal na água até que ambos se dissolvam. 2. Coloque a farinha num recipiente grande e acrescente a água. Misture até a massa começar a formar-se. 3. Transfira a massa para um superfície lisa e trabalhe-a com as mãos. Deve ficar suave e elástica. Resista à tentação de adicionar mais farinha, a massa deixará naturalmente de colar às mãos. 4. Forme uma bola e devolva a massa ao recipiente polvilhado com farinha. 5. Cubra com um pano e guarde no frio durante a noite. Ou cerca de 6 horas em temperatura ambiente, até duplicar o seu tamanho. O tempo dependerá da temperatura da sua cozinha. (Se optar por reservar a massa no frio, deve esperar que volte à temperatura ambiente antes de a usar.) 6. Unte um tabuleiro de forno com azeite e polvilhe-o com um pouco de farinha. 7. Coloque a massa no tabuleiro. Estique com as mãos até que ocupe todo o espaço do tabuleiro. 8. Disponha as rodelas de laranja sobre a massa. Use a ponta dos dedos para pressionar a massa, misturando os sabores e formando pequenas covas. 9. Termine com um fio generoso de azeite e reserve num local quente por mais uma hora, até duplicar o tamanho novamente. 10. Pré-aquecer o forno a 250º. 11. Pressione mais uma vez a massa, gentilmente, com a ponta dos dedos para eliminar algumas bolsas de ar. 12. Cozinhe no forno durante 15-20 minutos até ficar dourada e com superfície crocante. 13. Retire a focaccia do forno, tempere com flor de sal e um fio de azeite para compensar o sabor acre da laranja e termine com oregãos.

18 Comments

  1. Miss Vite 12/02/2015 at 19:17 ·

    no words at all… uuff!

  2. Rosa Cardoso 12/02/2015 at 19:23 ·

    Muito bom aspecto e super criativo!
    Tens de dar “o salto” para outros projectos 😉 estás a ver o que quero dizer?
    Tanto talento junto não pode ficar “aqui” parado!
    GO!

  3. lia 12/02/2015 at 21:47 ·

    Cá eu também sou grande fã de citrinos e suminho de laranja natural é algo que adoro mas esta tua focaccia, muito francamente, fique super curiosa com a combinação, mas tenho um pressentimento que iria adorar também.
    Parabéns mais uma vez pelas fotos magníficas e pela criatividade brilhante.
    um beijinho,
    Lia.

  4. Paula Moita 12/02/2015 at 22:26 ·

    Gosto muito de citrinos e gosto de utilizá-los em bolos. Mas, a tua focaccia está fabulosa! Esta combinação parece-me ser deliciosa. É uma receita muito criativa!
    um beijinho

  5. Ondina Maria 13/02/2015 at 12:29 ·

    Focaccia de laranja… e não é que soa mesmo bem? Eu como um pouco de tudo ao pequeno almoço, é o que me vale. Portanto esta tua sugestão não seria nada de estranhar 🙂

  6. Carol 14/02/2015 at 10:48 ·

    Que aspeto delicioso! Para fugir à tipica focaccia de alecrim, esta parece sempre muito boa!

  7. Gori 15/02/2015 at 10:16 ·

    Adorei essa ideia! O meu problema com a abundância aqui em casa anda nas tangerinas, o que me parece que também ficaria bem neste caso. A laranja, apesar de muitas, ficam muito bem em vários pratos salgados, e entre isso e as muitas que se comem ao natural, não tem hipótese desde estragarem.
    As fotos fantásticas, como sempre! Bom domingo

  8. Babette 15/02/2015 at 18:14 ·

    Que ideia tão original. Adoro os sabores cítricos desta altura 😉
    Babette

  9. Filipe 24/02/2015 at 10:06 ·

    😉

  10. Filipe 24/02/2015 at 10:07 ·

    Tou a ver tou! 😉 obrigado pelo apoio Rosa!

  11. Filipe 24/02/2015 at 10:08 ·

    Obrigado Lia! Eu adorei a combinação, espero que também gostes!

  12. Filipe 24/02/2015 at 10:09 ·

    Obrigado Paula! Adoro citrinos, mas já andava um bocado cansado de os usar sempre da mesma forma.

  13. Filipe 24/02/2015 at 10:10 ·

    😀 Os meus pequenos almoços também são meio estranhos confesso!

  14. Filipe 24/02/2015 at 10:11 ·

    Eu gostei muito, espero que gostes Carol!

  15. Filipe 24/02/2015 at 10:12 ·

    Obrigado Gori! Tangerinas? porque não?! Tem tudo para resultar!

  16. Filipe 24/02/2015 at 10:12 ·

    Também eu! Se experimentares conta como ficou!

  17. Cristina 25/01/2016 at 18:00 ·

    Parabéns, por este fantástico blog, um cantinho cheio de sabores e fotografias espetaculares!! Estou fã! Gostaria se fosse possível, saber qual a máquina fotográfica que está a usar! As imagens estão espetaculares. Muitos parabéns e continuação de bons cozinhados!

  18. Filipe 25/01/2016 at 23:25 ·

    Obrigado Cristina! Este post foi fotografado com uma fujifilm x100, mas normalmente uso uma Canon 5D. Bons cozinhados!

Leave a Reply

Back to top