Risotto de alperce seco e alecrim

O alperce é um fruto particularmente rico em pró-vitamina A, ferro, pectina e é um dos frutos mais ricos em potássio. Mais eis o que eu descobri recentemente sobre os alperces: existem duas variedades de alperces secos, aqueles cujo processo de secagem é feito naturalmente ao sol e o outros em que se usa dióxido de enxofre.

O dióxido de enxofre é adicionado em forma de gás à maior parte dos alperces porque funciona não só como conservante, mas principalmente porque ajuda a manter a sua cor viva e alaranjada, como a maior parte dos alperces que encontramos nas lojas. Isto, infelizmente, é uma prática não exclusiva do alperce mas da fruta seca em geral.

Para além de uma alteração óbvia do seu sabor, as pessoas sensíveis a este conservante podem desenvolver alguns problemas respiratórios ou erupções cutâneas. Infelizmente só descobri isto depois de fazer esta receita enquanto pesquisava sobre as propriedades do alperce seco. É possível encontrar alperces secos livres de dióxido de enxofre em lojas de produtos biológicos, o seu aspecto deverá ser mais escuro que o habitual.

Mas gastronomicamente falando, os alperces são agridoces com um toque floral e tropical. Secos perdem algumas das suas qualidades frutadas assumindo uma afinidade com sabores lácteos e florais. Aqui entra o alecrim em acção! Uma vez que lembra o pinho e algumas notas de flores, o seu papel é importante para reavivar a natureza frutada do alperce. Por isso funcionam muito bem em conjunto.

alperce e alecrim

risotto de alperce seco

Risotto de alperce seco, alecrim e queijo de cabra

Ingredientes

Para 2 pessoas

  • 170g de arroz para risotto
  • 1 cebola média, picada
  • 80g de alperces secos, fatiados
  • 1 colher de sopa de folhas de alecrim, picadas + um pouco para servir
  • 1/2 copo de vinho branco
  • 1 litro de caldo de legumes quente
  • Azeite
  • Parmesão ralado na hora a gosto
  • 1 colher de sopa de manteiga
  • 65g de queijo de cabra curado

Vamos a isso

Refogar lentamente a cebola num fio de azeite até ficar translúcida (4 a 5 minutos). A meio junte o alecrim.

Acrescente o arroz, mexa e deixe absorver a gordura do refogado (2 minutos).

Quando começar a secar, junte o vinho branco e deixe evaporar.

Começar a adicionar o caldo, uma concha de cada vez, mexendo sempre que acrescentar caldo. Repita o processo até o arroz atingir o ponto de cozedura. A meio junte os alperces ao arroz.

Retirar do lume, adicionar a manteiga e o parmesão ralado e envolva tudo muito bem. Reservar uns 4 minutos com a panela fechada.

Servir com o queijo de cabra desfeito e um pouco de alecrim picado.

risotto de alperce e alecrim

risotto de alperce seco

23 Comments

  1. Miss Vite 15/11/2013 at 15:32 · Reply

    uuuff!! que fotos lindas!! cada vez mais lindas! …e esse risotto deve ser para lá de delicioso! *

    • Filipe 15/11/2013 at 15:48 · Reply

      Obrigado Miss Vite :) fico muito contente!!

  2. Rosa 15/11/2013 at 15:33 · Reply

    No showcooking que fiz uma vez, da Miss Vite, ela falou exactamente do mesmo! :)
    Achei mesmo curioso esse tema da cor dos alperces :)
    As tuas fotos… enfim… tão fraquinhas :D ahahahaha (que inveja)
    Muitos beijinhos *

    • Filipe 15/11/2013 at 15:47 · Reply

      Se os visse também não reconheceria, felizmente já aprendi! Desculpa as fotos Rosa, estou a esforçar-me! :) (não precisas de ter inveja nenhuma!!!!!) beijinhos

  3. Miss Vite 15/11/2013 at 15:36 · Reply

    ah! e é mesmo para fugir de todas as frutas secas com cores berrantes! bom conselho! ;) a 1ª vez q levei alperces secos biológicos para 1 workshop ninguém os conseguia reconhecer! strange times we live in…

    • Filipe 15/11/2013 at 15:44 · Reply

      Eu desconhecia, também porque consumo pouca fruta seca de compra. Mas fiquei bastante admirado! É mesmo estranho, podes crer…

  4. Maria João Clavel 15/11/2013 at 18:21 · Reply

    Simplesmente brutal… Tudo, como sempre. E também não sabia isso dos frutos secos. Por isso é que cada vez gosto mais deste ambiente que se criou entre bloggers. Aprendo tanto convosco! Uau!
    Em relação às fotos… enfim… Não tarda muito estás a ser chamado para fazeres trabalhos de food styling e essas coisas. Do melhor! TOP!
    Beijinhos

    • Filipe 15/11/2013 at 18:30 · Reply

      Oh Maria João, se me chamam, chamam a ti também!! Mas muito obrigado pelo elogio! Sim, o melhor disto dos blog é a partilha, de receitas, conhecimento, experiências! beijinho!

  5. Rute Jacinto 15/11/2013 at 22:39 · Reply

    Olá, adorei as dicas, não sabia destas coisas sobre as frutas secas, que bom, já aprendi uma coisa nova hoje.
    Adoro risotto. Este deve ser muito delicioso. As fotos, bem as fotos, estão simplesmente maravilhosas!
    Bjinhos

  6. Célio Cruz 16/11/2013 at 10:41 · Reply

    Este risotto está assim, como dizer, uma coisa do outro mundo! Aspecto maravilhoso de deixar qualquer comum dos mortais a salivar! Cores lindas e imagens fantásticas. Adorei.
    Um abraço e bom fim de semana. ;)

  7. Alex 16/11/2013 at 18:29 · Reply

    Fiquei convencida: que combinação!

  8. Lia 16/11/2013 at 20:12 · Reply

    A combinação de ingredientes é magnífica e adoro alperces secos em pratos salgados, pois contrasta fabulosamente.
    Beijinhos,
    Lia.

  9. Ginja 17/11/2013 at 13:31 · Reply

    Que fotos lindas Filipe, tu estás pro! mesmo encantadoras.
    És um food stylist e um fotógrafo que a cada dia melhora e agrada-me ver este crescimento!!
    E esse risotto, perfeito, adoro alecrim, alperce e queijo de cabra.
    Não sabia isso dos frutos secos, sempre a aprender! ADORO
    Um beijinho.

  10. Ondina Maria 17/11/2013 at 22:36 · Reply

    Já deixei a receita bem em baixo dos olhos do Marco, lol!

    Isso dos frutos secos é mesmo complicado e é realmente necessário saber a proveniência ou qual o processo de secagem. Ao sol, pois claro!

  11. ilse 21/11/2013 at 10:22 · Reply

    Such beautiful, perfect food photography! and the risotto looks mouth-watering.

  12. Marmita 21/11/2013 at 18:02 · Reply

    Chego sempre tarde a todos os post, mas o que importa é chegar! Claro como uma grande consumidora de risottos de qualquer maneira não podia deixar de dizer que adorei a tua combinação, perfeita! beijos

  13. Pingback: Relations Continued | Being Becoming
  14. Minutos com os tachos 12/12/2013 at 11:43 · Reply

    Esse rissoto tem tudo para que eu me atire a um pratinho bem cheio :)
    Gostei muito!! As fotos tb são top! ;)

  15. Bombom 13/12/2013 at 22:52 · Reply

    Entrei hoje pela primeira vez no Chilli com Todos e tenho que te agradecer pelo que já aqui aprendi. Bem hajas, como se diz na minha aldeia. Obrigada. Sei que em matéria de alimentos se faz muita falsificação, mas não imaginava que também os frutos secos estavam inquinados. Eu lá na aldeia costumo secar figos ao sol e gostava de aprender a secar pêras e alperces, embora estes últimos não se encontrem por lá. Gostei muito deste teu “risotto”, bem substancial e nutritivo, uma refeição completa. Parabéns pelas fotos. Gostei muito da faca velhinha que me fez lembrar uma igual que havia na cozinha da casa da minha infância (longínqua). Voltarei mais vezes. Bjs. Bombom

    • Filipe 17/12/2013 at 14:56 · Reply

      Obrigado por passar por cá!

  16. Mafalda 24/01/2014 at 11:06 · Reply

    Estive a ler e a “comer” todas estas deliciosas imagens e descrições dos mais variados pratos. Um talento. Parabens por nos presentear com um blog muito nacional!!! Vou certamente seguir!! Beijinhos e continuação!!!!

  17. Pingback: Qual o melhor arroz para risotto? | Chilli com Todos
  18. Vegetar. 17/10/2014 at 15:34 · Reply

    Este post tinha-me escapado (sabe-se lá porquê) mas como mais vale mais tarde que nunca vai ser feitissimo a proxima semana!!!! Em relaçao aos frutos secos eu costumo compra-los no mercado de Olhão (vantagens da costela algarvia) e lá é relativamente facil encontra-los secos ao natural, ha fruta seca por todo o lado sca mesmo pelas velhinhas olhanenses

Leave a Reply

Back to top