Sopa vietnamita com noodles de courgette, caju e tofu salteado

Sempre que aparece por aí algo novo o meu pensamento direciona-se ou para o entusiasmo, ou para o cepticismo. Bem, no caso dos legumes espiralizados a situação foi mais complexa, descrevê-la-ia como uma mistura dos dois, uma espécie de “eh pá, isto pode ser brutal” com “espera lá, que isto parece destruir a minha imagem idealizada de pasta!”.

Fico entusiasmado sempre que me enviam receitas para fotografar onde entra qualquer legume espiralizado, normalmente courgette ou cenoura. Bastante entusiasmado mesmo! A courgette espiralizada é extremamente fotogénica, diria até sexy! Para além disso, funciona na perfeição com molhos e não seca tão rapidamente como seria de esperar num prato de pasta convencional. Mas com alguns truques envolvidos, principalmente se a receita pede para cozinhar o legume espiralizado. Aí é preciso ter alguns cuidados, especialmente com a courgette, porque aquilo que podia ser um legume viçoso e curvilíneo transforma-se em meros segundos numa trapalhada envolta em aguadilha, e isso não tem nada de sexy. Aparências à parte, a verdade é que a espiralização dos legumes abre todo um mundo de possibilidades, tenho de reconhecer.

Mas quando chega a hora de provar só queremos que o sabor corresponda em proporção. Especialmente depois de termos transportado o esparguete de courgete para o campo da atração. Infelizmente, na minha opinião, é uma grande desilusão. Os activistas da espiralização que me perdoem, mas aquilo só me sabe a uma coisa. Água. Água sem sabor.

E depois desta conversa toda devem estar a pensar porque raio publico eu uma receita com noodles de courgette. Parace-me o raciocínio mais lógico. Esta foi a única receita (até agora) onde eu não senti desilusão. Na verdade achei que os noodles de courgette faziam sentido, são saborosos. E ainda por cima continuam extremamente sexy banhados por este caldo de legumes!

Sopa vietnamita com noodles de courgette, caju e tofu salteado

Serve 2

  • 2 colher de chá de óleo de coco
  • 2 dentes de alho, picados
  • 150g de tofu firme, cortado em cubos
  • 2 colheres de chá de molho tamari
  • 100g de cogumelos pleurotus, cortados ao meio longitudinalmente
  • 100g de brócolos, cortado em floretes (escolha os mais pequenos)
  • 1 estrela de anis
  • 500ml de caldo de vegetais
  • 200g de courgette, espiralizada
  • Sal integral e pimenta preta, a gosto
  • 1 chilli vermelho, picado
  • 1 mão cheia de coentros, picados
  • 30g de caju

Procedimento

1. Aqueça uma frigideira com 1 colher de chá de óleo de coco e frite metade do alho e o tofu durante 5 minutos. Acrescente o molho tamari e frite mais uns minutos até o tofu ficar castanho. 2. Aqueça agora uma caçarola média com uma colher de chá de óleo de coco, frite durante 3 minutos o resto do alho juntamente com os cogumelos, os brócolos e o anis. 3. Junte o caldo de vegetais e deixe ferver lentamente até o brócolo estar cozinhado. 4. Acrescente a courgette ao caldo, deixe cozinhar mais uns 3 a 4 minutos e por fim tempere a gosto com sal e pimenta. 5. Sirva a sopa com o tofu e polvilhe com o chilli, os coentros e o caju.

Receita: Mindfulchef
Fotografia e Styling: Filipe Lucas Frazão

8 Comments

  1. susana 02/01/2016 at 9:59 · Reply

    Que bom! E parabéns pela fotografia, sempre surpreendente!

  2. Maria José 05/01/2016 at 9:28 · Reply

    Também tenho alguma dificuldade em introduzir a courgette espiralizada na minha alimentação. Muito boa a receita, vou experimentar!

    • Filipe 05/01/2016 at 9:49 · Reply

      Experimente Maria José, vai valer a pena!

  3. Cris 05/01/2016 at 9:31 · Reply

    Eu tenho comido a courgette assim em saladas, confesso que gosto. Mas esta sopinha também não me parece nada mal!

    • Filipe 05/01/2016 at 9:51 · Reply

      Saladas ainda me custa um bocadinho, mas vou continuar a tentar!

  4. Moreira 17/12/2016 at 18:26 · Reply

    Uau! Parece excelente esta receita!

Leave a Reply

Back to top