Spaghetti integral com cebola e anchova

Vou confessar-vos uma coisa: tenho um fraquinho por anchovas! É verdade, os meus olhos brilham quando me cruzo com uma receita onde apareça anchova! Sei que é odiada por muitos, mas felizmente amada por outros tantos. Como parte integrante desse grupo que aprecia o seu sabor salgado, não ligo aos “olhares de lado” quando peço uma pizza de anchova e gorgonzola, ou qualquer outra coisa que inclua este peixe em conserva. Na verdade basta proferir a palavra anchova alto e bom som se queremos sentir breves olhares de reprovação. Pouco me importa!

Esta é provavelmente umas das minhas pastas preferias. Andou esquecida imenso tempo, perdida entre notas escritas à mão no Dicionário dos Sabores de Niki Segnit (tenho o hábito de escrever pequenas notas de referência na última página dos livros). Fui resgatá-la a essa lista! É subtil na forma como a anchova comunica com o doce da cebola. É simples e rápida, como se quer! Tradicionalmente costuma ser feita com bigoli (uma pasta que se assemelha a um tubo comprido e consistente) porém, na falta de bigoli, a autora sugere a dureza do esparguete integral. E sugere muito bem!

cebolas

Spaghetti integral com cebola e anchova

Serve 2

  • Azeite
  • 3 cebolas médias, finamente cortadas em meia lua
  • 2 dentes de alho, picados
  • 4 a 5 filetes de anchova, picados
  • Sal integral, a gosto
  • 200g de esparguete integral
  • Água da cozedura do esparguete

Procedimento

1. Aqueça um pouco de azeite e amacie lentamente a cebola durante uns 20 minutos, mexendo de vez em quando. 2. A meio desse tempo acrescente a anchova e o alho. 3. Cozer o espaguete al dente em água temperada com sal. Reserve a água da cozedura. 4. Adicione um pouco da água da cozedura do espaguete à cebola, o suficiente para ficar mais cremoso. 5. Tempere com uma pitada de sal. 6. Junte o esparguete à cebola e envolva muito bem.

14 Comments

  1. Marmita 12/01/2015 at 17:54 · Reply

    Olá Filipe, deve ser uma pasta fantástica. O que mais me surpreendeu na cozinha italiana foi exactamente isto, uma simplicidade em cada prato, que uma pessoa só de olhar pensa… mas as pessoas estão a pagar por uma simples pasta com limão? Acho que a cozinha por vezes pode ser complexa e trabalhosa, mas eu sou gosto mais do simples, para que cada ingrediente se sinta e seja respeitado, beijos.

    • Filipe 19/01/2015 at 18:52 · Reply

      Isso mesmo Marmita! Mesmo as receitas mais simples podem ter uma profundidade imensa de sabor. E isso é maravilhoso!

  2. Su 13/01/2015 at 8:58 · Reply

    Não tenho a menor sombra de dúvidas que esta massa é um daqueles pratos reconfortantes que nos enche a alma e os sentidos.
    As fotos então, o que dizer? Para lá de cuidadas, cheias de personalidade com uma história muito própria. Adorei.
    Beijinhos

    • Filipe 19/01/2015 at 18:53 · Reply

      Obrigado Su! ainda bem que gostaste! beijinhos

  3. Ondina Maria 13/01/2015 at 12:55 · Reply

    já me convenceste. Eu adoro anchovas e já tinha visto essa receita no livro (que é fabuloso e ao qual recorro tantas e tantas vezes para me inspirar) e como usa esparguete integral fiquei logo de antenas ligadas. E claro, se tem o selo do Chilli, é bom de certeza!

    • Filipe 19/01/2015 at 18:55 · Reply

      É tão bom o livro Ondina! Também recorro várias vezes e amo a forma como ela escreve! Tenho pena de não ser fácil encontrar bigoli por cá. Tens que experimentar! beijinho

  4. ines @ between kitchens 13/01/2015 at 21:29 · Reply

    a verdade é que nunca entendi esse grupo de ‘haters’ de anchovas… também sou das que gosta. apesar disso, nunca cozinhei com elas!
    engraçado que o meu jantar foi massa integral também, agora fiquei a pensar como teria ficado com anchovas ;)
    boa semana!

    • Filipe 19/01/2015 at 18:57 · Reply

      Não entendo, acho que são mal compreendidas! :) Para a próxima experimenta acrescentar a um refogado. muito bom!

  5. Carol 17/01/2015 at 11:48 · Reply

    Como sempre receitas deliciosas!

    • Filipe 19/01/2015 at 18:56 · Reply

      eheheh obrigado Carol!

  6. Inês Ginja 17/01/2015 at 17:56 · Reply

    As tuas fotos contam histórias, que têm de ser lidas e provadas.
    E eu gosto de anchovas, digo que sim a esse belo esparguete!
    Um beijinho.

    • Filipe 19/01/2015 at 18:58 · Reply

      obrigado Ginja! Afinal muitas pessoas gostam de anchova! :) beijinho

Leave a Reply

Back to top