Bolo de Milho do Pico

Esta ilha negra e disforme apoderou-se dos meus sentidos. Tudo o que a princípio me repelia, o negrume, o fogo que a devora, o mistério, tudo me seduz agora. O Pico é a mais bela, a mais extraordinária ilha dos Açores, duma beleza que só a ela lhe pertence, duma cor admirável e com um estranho poder de atracção. É mais que uma ilha – é uma estátua erguida até ao céu e moldada pelo fogo – é outro Adamastor como o do cabo das Tormentas. (Raúl Brandão, Ilhas desconhecidas, 1926)

Estas palavras de Raul Brandão servem perfeitamente  para descrever aquilo que sinto em relação à Ilha do Pico e ao seu povo. Um povo que através da inteligência e determinação conseguiu transformar solo rochoso e infértil em produtivas vinhas. Um povo que tem impresso no seu rosto as ondas de um passado longínquo cuja necessidade os obrigava a enfrentar corajosamente um dos maiores animais do oceano. Os baleeiros de outrora são a identidade deste povo. O vinho, nascido da rocha e de referência internacional, é a recompensa pelo seu engenho e trabalho árduo.

vinho do picovinho do pico

É difícil não nutrir admiração por estas pessoas que têm sempre uma história para contar e um copo de aguardente para oferecer. O Pico tem de facto um “estranho poder de atracção”, mantém uma beleza quase selvagem onde o verde da vegetação contrasta com o negro profundo da rocha vulcânica banhada pelo azul cristalino do mar. Aqui respira-se autenticidade e tradição.

O bolo de milho do pico é na realidade um pão de formato redondo e achatado semelhante a uma pizza. Não sei porque chamam bolo, talvez pelo seu paladar adocicado e interior ligeiramente húmido. É ideal para acompanhar refeições, para molhar no típico caldo de peixe ou num dos molhos avinagrados que habitualmente acompanham o peixe frito ou grelhado.

Pão de milho da ilha do pico nos açores

A massa não cresce porque não tem fermento. O segredo da sua textura macia e quase elástica está em escaldar bem a massa com água a ferver, caso contrário fica duro e pouco apetitoso. Pode ser feito com farinha de milho branco ou amarelo. Este bolo foi amorosamente preparado pela Conceição, uma verdadeira mulher do Pico que, de forma muito generosa, se mostrou disponível para ensinar esta e outras receitas igualmente preciosas, a quem agradeço profundamente!

Ingredientes *

4 bolos de aproximadamente 25 cm de diâmetro

  • 750g de farinha de milho (usei farinha de milho amarelo)
  • 250g de farinha de trigo
  • 1 litro e meio a 2 litros de água a ferver
  • 1 colher de sopa de sal marinho

*Esta receita foi feita basicamente a olho por isso as medidas aqui são aproximadas. A quantidade de água deve ser ajustada mediante a consistência da massa.

Vamos a isso

Num recipiente grande e resistente ao calor misture as farinhas e o sal. De seguida junte uma parte da água a ferver e comece a amassar com a ajuda de uma colher grande. É difícil descrever a consistência desejada, mas deverá ser idêntica a uma massa de pão normal. É importante amassar muito bem para evitar grumos. Acrescente mais água à medida que vai amassando. Deixe a massa repousar até arrefecer.

Bolo de milho dos açores

Prepare individualmente cada bolo, retirando a quantidade necessária de massa para fazer uma bola (semelhante à da fotografia). Coloque essa porção de massa noutro recipiente, acrescente um pouco de farinha de trigo e amasse novamente com as mãos até envolver as farinhas. Forme a bola com as mãos (passar as mãos por água antes de formar a bola ajuda a evitar que a massa se cole nas mãos).

massa para bolo de milho do pico

massa para pão de milho do pico

Coloque a massa numa superfície polvilhada com farinha. Molde-a até obter um bolo redondo com cerca de 1,5 cm de altura e 25 cm de diâmetro. Polvilhe com mais farinha se necessário.

pão de milho

como fazer bolo de milho do pico

Para cozer o bolo deve-se usar uma chapa de alumínio quadrada (30cm) com cerca de 4mm de espessura. A chapa é colocada directamente no bico do fogão, onde, depois de quente, se coloca a massa do bolo. O lume não deve estar muito alto para a massa não queimar. Quando o bolo atingir um aspecto dourado e uma crosta apetitosa em baixo está na hora de o virar. Espere novamente que coza, retire da chapa e deixe arrefecer.

Coma-o ainda morno com um bom queijo fresco artesanal.

como fazer pão de milho do pico

bolo de milho do pico, açores

18 Comments

  1. Mena Lopes 13/08/2013 at 21:05 · Reply

    Adorei ler as palavras do Brandão e depois as tuas! Devem ter sido umas férias fantasticas e muito ricas em novas experiencias.
    Este bolo de milho deixou-me fascinada pela simplicidade dos ingredientes, mas também por aquelas mãos que o fizeram. Se o faço eu, não sai igual!
    Espero por proxima partilhas sobre o Pico.
    Beijinhos

    • Filipe 23/08/2013 at 16:38 · Reply

      Obrigado Mena! O Pico inspira-me! Pois, quando fizer sozinho também tenho a certeza que não vai sair igual! Mas vou arriscar!

  2. Ondina Maria 14/08/2013 at 12:05 · Reply

    Não conhecia este pão mas fiquei encantada e estou mortinha por experimentar esta receita que me parece absolutamente deliciosa :)

    E as fotos, inspiradoras como sempre!

    • Filipe 23/08/2013 at 16:35 · Reply

      E super simples de fazer! Vale mesmo a pena!

  3. Célio Cruz 15/08/2013 at 10:41 · Reply

    Olá! Certamente que já me cruzei com algum post teu pelo Facebook, mas desconhecia o teu blog. Vim cá parar através deste pão maravilhoso que deve ser uma delicia. Adorei o blog e as suas imagens fantásticas e inspiradoras. Irei voltar. ;)

    Um abraço.

    • Filipe 23/08/2013 at 16:34 · Reply

      Obrigado Célio! Espero continuar a fazer-te vir cá mais vezes!

  4. Ginja 15/08/2013 at 12:53 · Reply

    Gostei da história deste bolo pão em imagens! Deve ter sido um momento especial, esta partilha.
    E eu que adoro os Açores, ainda não consegui ir ao Pico, mas fico encantada sempre que te leio.
    Deve ser de uma beleza quase selvagem, águas puras e gente autêntica.
    Agora falta mesmo provar e ir até lá!
    Um beijinho.

    • Filipe 23/08/2013 at 16:33 · Reply

      Sim foi um momento muito especial! Eu entusiasmo-me sempre que falo do Pico! Quando fores avisa! Beijinhos!

  5. Gea 01/02/2014 at 21:30 · Reply

    Também nós, madeirenses, temos um pão semelhante (não sei se conhece) e que também se chama de bolo (é engraçado como tradições de terras diferentes e distantes às vezes parecem ter um fio condutor, talvez por se tratarem de ilhas escarpadas e com gentes que têm vivências semelhantes): é o bolo do caco. Não leva farinha de milho (embora na Madeira também haja muito a tradição da farinha de milho), mas sim trigo e batata-doce, alho e fermento. Também é um pão chato (embora leve fermento), igualmente cozido numa chapa e fica com uma crosta muito semelhante ao bolo do pico. Deu-me uma boa ideia para fazê-lo e dar a conhecê-lo no meu blog :)
    Adorei as fotos, as palavras sinceras e adorava provar o bolo do pico (gosto tudo que leve milho ou não seria madeirense) e adorava conhecer a ilha.

    • Filipe 02/02/2014 at 13:08 · Reply

      Conheço muito bem o bolo do caco, é maravilhoso. Alias nos açores existe um tb muito parecido, o bolo lêvedo. São ambos deliciosos. Gostava imenso de aprender a fazer se quiser partilhar a receita.

  6. Denison 01/04/2014 at 18:27 · Reply

    Ola filipe, que encanto encontrar este blog. Sou 100% picaroto de Sao roque, que vivo no canada , conheco munto bem esse bolo mas Feito no forno de lanha e nao na chapa e as fotos so me deu aguas na boca. Obrigado pela receita mas gostaria de saber se voce sabe a temperature que eu nescitava para fazer no forno eletrico, estava a pensar nos 400F mas nao tenho a certeza.
    Obrigado
    Nelson

    • Filipe 02/04/2014 at 9:18 · Reply

      Olá Denison, é um prazer ter um Picaroto aqui no blog! Talvez 400F seja uma temperatura muito elevada porque o bolo deve cozer lentamente para não queimar por fora. Eu experimentaria 356F. Pode também usar uma frigideira anti-aderente em vez do forno. já fiz assim e resultou muito bem.

  7. Manuel Costa 16/06/2014 at 19:12 · Reply

    Sou natural da ilha do Pico e por sinal sei fazer bolo de milho ( bolo e não pão)

    este bolo é em tudo correcto se formos ver as suas origens ; a cozedura é no forno a lenha pois os a gaz não atingem a temperatura suficiente e não numa chapa, esta chapa encima dum bico a gaz é uma variante ao chamado bolo no tijolo ; este era cozido num tijolo redondo de brasas que se colocava encima duma trempe e por baixo lenha, este bolo do tijolo tem de ser virado para cozer dos dois lados ao passo que o ” normal” e comum bolo de milho que é do forno não .
    A temperatura do forno é quase a máxima só o pão de milho necessita de mais calor.

    Denison somos patricios , quanto á temperatura dum forno normal não dá precisaria de ter uma temperatura dos 300 e mais graus, ja comprei um forno elétrico uma vez para experimentar mas não deu.
    Só faço o bolo nos fornos de lenha que tenho na minha quinta.

    Gea: Nem o Pico assim como as suas gentes não são como pensa mas vá que o que se vê e em especial o que se sente é sem dúvida inédito e mt profundo ( conheço o planeta quase todo e de facto a ilha do Pico é única:)

    Abraço a todos

  8. Manuel Costa 16/06/2014 at 19:14 · Reply

    Desculpem o tijolo não é de brazas mas sim de barro , peço desculpa pelo lapço

  9. Nelson Daniel 23/11/2014 at 13:59 · Reply

    Obrigado Filipe vou tentar fazer na frigideira . Manuel quando os meus parentes faziam bolo no forno com lanha a temperature era a olho e eu so tinha 13 anos mais ou menos, mas e melhor comecar com uma temperature mais baeixa . Eu tamben estou a procura de uma receita de linguica a nossa moda ( do Pico ) as receita que tenho encontrado nao sao do pico e nao tem quantidade ou peso se alguem tem uma receita eu agradecia. Desculpa mas o meu portugues nao e dos melhores. Obrigado e abracos a todos.
    Nelson

  10. Antonio Manuel Cardoso 21/09/2016 at 6:38 · Reply

    Parabens pela descricao da ilha do Pico e sua gentes, e tambem pela receita do bolo de milho que e uma delicia,o que vou exprimentar fazer,ver se acerto o ponto!Agradeceria que me enviassem algumas receitas,novidades da ilha do pico,seu vinho e aguardentes,enfim manter-me informado sobre algumas novidades para o meu e-mail descrito acima.obrigado.Antonio

Leave a Reply

Back to top